Yes! We Stand Up. Magazine Digital sobre Hip-Hop Lusófono. Copyright (c) 2017 #FMN "FreeMind! News.". All rights reserved
Magazine Digital

“Nós vamos lutar com a nossa vida, ministro”.

  • Posted By :FMN TEAM
  • /
  • Comment :0

“Nós vamos lutar com a nossa vida, ministro”: O Jaraguá é Guarani!

#GuaraniResiste
#JaraguáÉGuarani

O estado Brasileiro não está a levar a sério esta situação do descontentamento dos povos Indígenas. “Nós vamos lutar com a nossa vida, ministro”, foi um dos gritos mais expressados. Nesta conferencia com o Senhor Ministro responsável pela portaria que pode provocar um genocidio em terras Brasileiras. Ainda existe! Uma salvação para os povos indígenas do Guarani… “A Constituição estabelece que todos os títulos incidentes sobre terras indígenas são nulos”.

Embora eles continuem, a insistir em tirar as terras… A quem sempre viveu nelas.
A resist
ência, já anunciou que a luta será até à morte. Se for, preciso…


Depois de acamparem em frente ao Ministério da Justiça, em Brasília, e ocuparem o escritório da Presidência da República, em São Paulo. Onde um grande ato reuniu milhares de pessoas, os Guarani finalmente obtiveram uma agenda com o ministro da Justiça, Torquato Jardim, no final da tarde de ontem (30), na capital federal.

Amazónia deixará de ser Reserva... "Nós vamos lutar com a nossa vida, ministro".


Os indígenas exigiram do ministro a revogação da Portaria 683/2017, publicada há dez dias. Na qual o ministro anula a Portaria Declaratória da Terra Indígena Jaraguá, condenando os Guarani ao confinamento em uma área de apenas 1,7 hectares.

Intransigente e sem dar espaço a questionamentos, Jardim respondeu aos Guarani que “com prédio público ocupado, eu não recuo, não revejo a matéria”. O ministro defendeu a anulação da demarcação do Jaraguá. Usando o argumento – inconstitucional – de que a terra “juridicamente” pertence ao estado de São Paulo. Em função da existência de um parque sobreposto aos 532 hectares reconhecidos como de ocupação tradicional Guarani. A Constituição estabelece que todos os títulos incidentes sobre terras indígenas são nulos.

“Nós vamos lutar com a nossa vida, ministro. Ao invés de anular a portaria, manda um trator lá, abre um buraco e enterra a gente, mas a gente não vai sair da terra”, afirmou Karai Popyguá, liderança Guarani que participou da reunião com Torquato Jardim. “Essa medida é genocida, assassina, ela gera sangue, ela gera morte”, prosseguiu.

Após a reunião, os indígenas ainda passaram a noite na ocupação em São Paulo e no acampamento em Brasília e afirmam que as mobilizações seguem até que a Portaria 683/17 seja revogada e a demarcação da Terra Indígena Jaraguá, retomada.

Saiba mais: https://goo.gl/pBJnxE

Vídeo: Guilherme Cavalli e Tiago Miotto/Cimi e coletivo Tenonderã Ayvu

Brevemente, loja on-line disponível! Subscrevam a Newsletter. Ignorar